quarta-feira, novembro 13, 2013

S. MARTINHO


O S. Martinho foi, mais uma vez, um momento de festa e de partilha. Muitos alunos produziram textos, cartazes e adereços alusivos à data, não deixando de ler e analisar a Lenda de São Martinho. Realizou-se a exposição de trabalhos, na BE/CRE e, no dia 11 de novembro, os alunos trouxeram castanhas cruas que foram assadas na cozinha do refeitório e redistribuidas palas turmas. Os tutores da BE/CRE ajudaram nas tarefas necessárias à criação de um ambiente de magusto e levaram, até às salas de aula, as castanhas "quentes, boas e cheirosas". Foi um dia bem passado. 



O ponto mais alto deste dia foi a receção da escritora Fernanda Botelho que nos deliciou com um “Workshop” sobre plantas, as suas caraterísticas, as suas aplicações, quer na culinária, quer na saúde. As turmas do 5º C e 5º D leram e analisaram antecipadamente, na disciplina de português, algumas das suas obras e prepararam trabalhos e apresentações variadas que deliciaram a nossa convidada na BECRE.
O grupo de alunos e equipa do Ensino Especial receberam também a escritora na sua sala e viveram momentos de partilha e de aquisição de aprendizagens que ficarão nas suas memórias.






DIA DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES





No dia das Bibliotecas Escolares, foi dinamizado o concurso de “A melhor frase sobre a Biblioteca”. Participaram sessenta e dois alunos e foram premiadas as seguintes frases e alunos:
“A biblioteca é uma casa aberta para o futuro!”, Joana Coelho, nº16, 5ºC 
“A biblioteca é uma janela aberta, um espaço onde me entrego á descoberta, é onde dou comigo a pensar que o saber não ocupa lugar!”,  Inês Ferreira Figueiredo nº 14, 5ºC
 “A biblioteca é a minha terceira casa com vários livros.” Djones Oceano Sanhá, nº 12, 5ºM 
“A biblioteca é um portal para mundos, o berço do conhecimento.” Duarte Ramalhete, nº4, 8º C 
 “A biblioteca é um mar de sabedoria, um oceano de aprendizagem e um planeta de imaginações.” Soraia Malainho, nº25, 9ºB.


terça-feira, julho 30, 2013

Notícias da BE/CRE

Final do Ano Letivo


No final de mais um ano letivo, e como já é habitual, cabe-nos fazer um balanço do trabalho desenvolvido, neste terceiro período e, em simultâneo, refletir sobre os aspetos mais significativos das atividades, funções, objetivos e impacto, na comunidade educativa, da nossa BE/CRE, ao longo deste ano letivo.
No quarto ano de aplicação do Modelo de Avaliação das Bibliotecas Escolares (MABE), o domínio selecionado pelas nossas BE/CRE, foi o C “Projetos, parcerias e actividades livres à comunidade,” tendo sido elaborado o quadro das amostragens para aplicação dos questionários aos alunos e encarregados de educação, de acordo com as orientações do modelo. Estas decisões foram apresentadas em Conselho Pedagógico, para que a colaboração dos coordenadores de ano/ciclo tornasse mais eficaz a sua divulgação e a sua aplicação. Os inquéritos foram realizados através de aplicação informática e a sua análise, bem como a dos restantes instrumentos de avaliação, foi tratada pela “Base de Dados da RBE” e pela Professora Bibliotecária, Graciete Monteiro. O relatório final acompanhará o do PAA do agrupamento, em Conselho Pedagógico, e servirá de base aos Planos Anuais de Atividades das BE/CRE do Agrupamento, no próximo ano letivo. A adesão e disponibilidade dos inquiridos (alunos) e encarregados de educação permite concluir que a relação entre a comunidade educativa e a BE/CRE é já de estreita colaboração.
A nossa equipa de professores, colaboradores, tutores e assistente operacional, Dona Virgínia, continuaram a ter, como principal objetivo, a prestação de um serviço eficaz aos nossos alunos e a toda a comunidade, de acordo com as valências da BE/CRE e do Plano Anual de Atividades do Agrupamento.
               As prioridades foram para o Desenvolvimento de projetos em articulação com a comunidade tendo sempre presentes a Leitura, a Literacia da Informação, a Articulação Curricular e a Gestão da BE/CRE. Foi nesta perspetiva que apoiámos os alunos e professores no seu dia-a-dia, nas atividades curriculares disciplinares e não disciplinares, dividindo sempre o nosso esforço, por um lado, pelas necessidades coletivas de grupos de alunos em sala de aula, por outro, dando assistência aos projetos individuais e de grupos e às necessidades de ocupação ou pesquisa de todos os que nos procuravam.
Destacamos três projetos que envolveram a comunidade:
- O Projeto LER+, que envolveu o apoio do PNL (1200€ e, já para o próximo ano, mais 800€), com verbas que permitiram a aquisição de cerca de duzentos títulos, já em articulação com as metas de Português, destacando a Educação Literária. Foi uma mais valia para os inúmeros projetos de leitura e do  PNL em curso na escola;
-O Projeto Newton gostava de ler, com o apoio simultâneo da RBE e de verba do agrupamento, que permitiu a aquisição de sete maletas pedagógicas, com onze obras de literatura e Kits de apoio a diversas atividades experimentais de várias áreas das ciências naturais e experimentais. Este projeto, em articulação com a RBE e os Centros de Ciência Viva de Aveiro e Sintra, foi desenvolvido na escola sede, em sete sessões com a turma do 6ºC. A formação de cada um dos módulos foi realizada no Centro de Ciência Viva de Sintra, onde estiveram sempre presentes as três professoras bibliotecárias, a coordenadora do departamento de Matemática e Ciências Experimentais (ou outros elementos do departamento, consoante a área desenvolvida). Foram realizadas vinte e duas réplicas do projeto, das diferentes sessões, em turmas do agrupamento, do 3º ao 8º ano de escolaridade, essencialmente, na Semana da Leitura e da Ciência. A turma do 6ºC e respetivos professores e encarregados de educação avaliaram de forma muito positiva todas as sessões e o impacto nas aprendizagens dos alunos, assim como as restantes turmas aonde se realizaram as “réplicas”. Este projeto foi dinamizado pela Professora Bibliotecária da escola sede, professora Graciete Monteiro, com a colaboração das duas Professoras Bibliotecárias, Conceição Moscoso e Emília Fernandes e teve um grande apoio da equipa da BE/CRE, Professores João Lopes, António Almeida e a Dona Virgínia Nunes. Contou ainda com a colaboração do professor António Grosso, professor do 6ºC e com a professora Salomé Almeida que articulou as atividades com o seu departamento, de forma eficaz.
- O Projeto A Biblioteca Escolar 2.0 – À distância e online, com o desenvolvimento de ferramentas e de recursos digitais e online, nomeadamente: 
Este projeto foi apresentado em Conselho Pedagógico e em reuniões de departamentos.

Relativamente às diversas atividades desenvolvidas ao longo deste terceiro período, o balanço foi muito positivo.



Verificaram-se 2663 utilizações da BE/CRE, com maior incidência no mês de maio.
O 6º ano continua a ser o ano que  mais utiliza a BE/CRE.
Os tipos de utilização que envolveram mais utilizadores foram : a leitura presencial, a pesquisa/ uso de computador, o trabalho de grupo e o estudo.
         Foram ainda apoiadas cerca de catorze  turmas, nomeadamente no projeto Newton, em apoios com os professores, em aulas de substituição e, aproximadamente, cento e quarenta apoios a alunos vindos da aula, de castigo. 

O Plano Nacional de Leitura continua a ser o suporte das diversas atividades e projetos levados a cabo pela BE/ CRE, em colaboração mais estreita com o sub-departamento de Português. Os Baús do PNL saíram para as salas de aula de acordo com as informações dos gráficos que se seguem.






Do Plano Anual de Actividades da BE/CRE, ao longo deste ano letivo, destacaram-se inúmeras ações, nomeadamente, o enriquecimento do Fundo Documental Livro e a formação de novos “baús de livros” para leitura nas salas de aula, as exposições de trabalhos relativos às obras lidas, o intercâmbio de leituras, a recepção de autores, de ilustradores e de declamadores de poesia, a venda de livros, de autores e ilustradores convidados, o intercâmbio com Cabo Verde, a Semana da Leitura, o 6ºSarau de Leitura, o Dia Mundial do Livro / Direitos de Autor e a 8ª Maratona da Poesia. O entusiasmo e adesão das turmas e respetivos professores continuam a ser contagiantes e contribuem para actividades e “produções orais e escritas” de excelente qualidade.

Utilização da Biblioteca / Centro de Recursos Educativos



Um dos nossos principais objetivos continua a ser a motivação para a leitura: autónoma / ao domicílio/ sala de aula. As estatísticas são muito positivas: Ao longo do ano letivo, foram requisitados 3051 livros para casa, por alunos, professores e funcionários. Por outro lado, os baús de 14 títulos do PNL saíram 702 vezes, para as salas de aula. A leitura presencial teve também uma grande adesão - 1623 utilizações.

Tal como podemos observar nos gráficos apresentados, ao longo deste ano, o número total de utilizações por alunos, foi de 9.392 vezes.
Os tipos de utilização que envolveram mais utilizadores foram : a pesquisa, os T.P.C., a leitura presencial, o trabalho de grupo,  o uso de computador, os jogo e o estudo.

Apoiaram-se ainda projetos, nomeadamente “Newton gostava de ler”, Blender, Ler+, Semana da Leitura e Ciência,  e alunos/turmas com castigo,  da sala de aula ou encaminhados pelos Conselhos de Turma com planos de estudo/ocupação.


quarta-feira, julho 10, 2013

MAR DE LETRAS


Em parceria com a RTP, mais uma vez, a jornalista Tânia Alves, esteve na nossa escola para desenvolver mais uma sessão do programa “Mar de Letras". Foram selecionados oito alunos do 7ºD, de diferentes nacionalidades, que deram voz a um texto de Bruno Matos, “Os 5 Mokins – O Legado Final”, no dia 17 de Abril, na nossa escola. O programa foi exibido na RTP 2, a 13 de Maio.



video

quarta-feira, maio 15, 2013

8ª MARATONA DA POESIA

 

Como já vem sendo hábito, no terceiro período, preparamo-nos para viver, mais uma vez, a Festa da Poesia. Este evento, da responsabilidade das BE/CRE do Agrupamento, consegue agregar esforços de toda a comunidade escolar, tendo como principais protagonistas, os nossos alunos. Todas as escolas, ciclos e anos do Agrupamento de Escolas António Sérgio participam nesta atividade, com a estreita colaboração dos professores de português e dos professores titulares de turma. Trata-se de um concurso, em três fases, que permite aos alunos aprofundar conhecimentos sobre o texto poético, motivá-los para a leitura de diferentes poetas, nacionais e internacionais, exercitar a imaginação, escrever poesia e desenvolver a comunicação/ expresssão oral e escrita. Os alunos são selecionados pelos professores, em sala de aula(1ª fase) e apresentam-se perante um júri de quatro professores e dois alunos(2ª fase) de acordo com os critérios do concurso. Os primeiros prémios representam o agrupamento no SintraViva, a quatro de junho, participam na Maratona da Poesia da Biblioteca Municipal de Sintra, em setembro de 2013, estão presentes em diferentes eventos do agrupamento e, ainda, participam na Festa Final de Poesia(3º fase), no final do ano letivo, com poetas convidados e onde são atribuidos os diferentes prémios, nas diferentes modalidades. A motivação dos alunos para este evento é contagiante e a sua participação e qualidade são um orgulho para todos nós.
 
A Professora Bibliotecária
Graciete Monteiro
video
 
 

Algumas das participações na 8ª Maratona da Poesia

 
video
 
  video
 
video
 
video

video

video

video

video

video
 
  video
 
  video
 
video
 
video
 
video
 
  video
 
video
 
video
 
video
 
  video
 
video
 
  video
 
video
 
video
 
video
 
video
 
video
 
video
 
video
 
video
  
  video
 
video
 
video